Serelepe

Serelepe

(Sciurus ingrami)

Caminhando pelas nossas trilhas, muitas vezes podemos ver os Serelepes nas árvores.

Saiba mais sobre o simpático animalzinho que inspirou o nome da Reserva Serelepe.

Habitat: Florestas úmidas, semidecíduas, matas secundárias, suportam certa proximidade com o homem e vivem em áreas de vegetação alterada.

Família: Sciuridae

Ordem: Rodentia

Distribuição: Ocorre do sudeste da Bahia até o Rio Grande do Sul.

Conservação: Vulnerável.

O serelepe ou caxinguelê é o nosso mais comum representante dos esquilos no Brasil. É um animal que vive sozinho ou aos pares, de hábitos diurnos e muito ágil. É uma espécie arborícola, desce das árvores para buscar alimento ou enterrar sementes.

Gosta de comer frutos e sementes, principalmente os coqueiros das palmeiras. Eventualmente pode comer larvas de insetos e brotos de árvores.

Para garantir a reprodução, constrói ninho na forquilha, distante de dois a quatro metros do solo. Nascem de dois a três filhotes por gestação.

Também dorme em troncos de árvores. Este animal é considerado um importante dispersor de sementes pelo hábito de enterrar as sementes para depois comê-las. Muitas vezes, ele acaba esquecendo onde enterrou as sementes, que acabam germinando e originando novas árvores. É um replantador da araucária, como a gralha azul.

É capaz de saltar até 5 metros de um galho para outro. É territorial e tem a visão e a audição muito apuradas. O serelepe mede 20 centímetros de comprimento, isso sem contar a cauda, longa e peluda, com mais 18 centímetros.

O animal adulto chega a pesar 300 gramas. Uma das estratégias de sobrevivência é, quando avistado, ficar imóvel por um tempo na tentativa de se passar despercebido e fugir em seguida.

https://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/colunistas/entrelinhas/esquilo-serelepe-1go5kjhcm3utgrn1yrakrqdse/

http://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/terra-da-gente/fauna/noticia/2015/02/serelepe.html

About the Author
Reserva Serelepe

Leave a Reply